Voz da Escola
Jornal da Escola Secundária Henrique Medina
Pesquisa

Sabias que... História com letras
Por André Silva (Aluno, 12I), em 2023/03/06110 leram | 0 comentários | 40 gostam
Princesa Diana teve um papel fundamental na ilegalização da utilização de minas terrestres a nível internacional e foi uma das principais responsáveis pela eliminação do elevado  estigma social que existia na altura contra as pessoas com SIDA.
Após a sua visita a um campo de minas ativo em Angola, em 1997, em nome da cruz vermelha britânica, minas estas que ficaram após a guerra civil e que já tinham causado um elevado número de mortes, diversas fotos dela nos campos minado se espalharam pela mídia permitindo, assim, uma maior consciência das pessoas em relação aos problemas das minas terrestres. Por isso a 4 de dezembro de 1997, três meses após a sua morte, o “tratado de Ottawa” foi assinado por mais de 130 países em que se comprometiam a parar de produzir ou armazenar minas antipessoais. Estes países também se comprometiam a destruir as minas antipessoal existentes, quer estivessem armazenadas, quer se encontrassem no chão, dentro de um determinado período. Um número reduzido de minas poderia ser conservado, com a única finalidade de aperfeiçoar as técnicas de remoção e de destruição de minas e treinar a população no uso dessas técnicas.
Graças a este contributo de Diana, atualmente acredita-se que, havendo um investimento de 275 milhões de dólares, conseguir-se-á desminar Angola em 2025, país este que, em tempos, teve grande parte do seu território ocupado por minas(132km²).
Para além disso, princesa Diana foi uma das principais responsáveis pela eliminação do elevado estigma social que existia contra as pessoas com SIDA na década de 80. A existência deste estigma justifica-se pelo facto de esta doença, na época, ser bastante recente e desconhecida da generalidade das pessoas, incluindo o governo de diversos países, como os Estados Unidos, por isso os progressos na sua investigação eram lentos.
No entanto, princesa Diana nunca ignorou esta doença e tentou combatê-la, designadamente, a partir da abertura de uma unidade médica no London's Middlesex Hospital, que servia para o tratamento de doentes de HIV. Além disso, um dia visitou esta unidade com o intuito de educar a população, afirmando que “não é perigoso conhecer pessoas com HIV. Vocês podem apertar-lhes as mãos
e dar-lhes um abraço". Apertou a mão de um infetado com SIDA sem utilizar luvas, fazendo a população perceber que a doença não era tão perigosa quanto parecia, contribuindo, desta forma, para uma redução do estigma existente.
Para concluir, princesa Diana era alguém que sempre se manteve atenta aos problemas/crise existentes não só no seu país, como no planeta, tendo um papel importante e ativo em diversas organizações humanitárias, sendo que, mesmo após a sua morte, continua a ser lembrada por todo mundo como a “princesa do povo”, uma das mais importantes figuras do século XX.


Comentários

Escreva o seu Comentário
 




Top Artigos: Amor de Mãe