Voz da Escola
Jornal da Escola Secundária Henrique Medina
Pesquisa

Amor: Um “Deus” de duas faces
Por José Ribeiro (Aluno, 10ºA), em 2021/05/1861 leram | 0 comentários | 4 gostam
No passado século XVI, um jovem poeta revelou a sua arte, ao declamar, de forma exímia, alguns poemas em pleno Terreiro do Paço.
Luíz de Camões, um jovem Português, decidiu dar a conhecer algumas das suas composições poéticas ao Rei e ao povo lisboeta, declamando-os, do alto de um púlpito por ele improvisado. Quem assistiu a tal momento insólito, pode constatar os indubitáveis “engenho e arte” que dominaram a produção poética de Luiz de Camões; de facto, a temática dominante foi o Amor, sentido como um “Deus” que subjuga o coração do ser humano e que o castiga, conduzindo a um sofrimento extremo; pelo contrário este “Deus” conduz o homem à eterna paixão e a um estado de “desconcerto” amoroso.
Este é um poeta lírico e épico exímio e indelével que “cantou”, de forma exemplar, o sentimento mais controverso que alguma vez existiu: o Amor.


Comentários

Escreva o seu Comentário
 




Top Artigos: Amor de Mãe