Voz da Escola
Jornal da Escola Secundária Henrique Medina
Pesquisa

O percurso de uma aluna do ensino profissional
Por Flávia Rodrigues (Aluna, 3ºTAS), em 2018/10/1864 leram | 0 comentários | 7 gostam
O meu percurso no ensino profissional iniciou-se após terminar o 9.º ano de escolaridade, em 2015, na Escola Básica de Apúlia.
Na altura, considerei que seria uma boa opção, para completar a escolaridade obrigatória, prosseguir os meus estudos na Escola Secundária Henrique Medina, mais concretamente, no curso profissional de Técnico Auxiliar de Saúde (TAS).
Inicialmente, no 10.º ano, o meu principal objetivo era terminar o curso e ter aprovação em todos os módulos, não me preocupando muito com as classificações obtidas. No entanto, com o passar do tempo, achei que concluir o nível 4 de qualificação, atribuído pelo curso profissional, era pouco. As minhas ambições passaram a ser outras, a minha meta alterou-se, queria estudar com mais profundidade e intensidade de forma a tentar efetuar com sucesso os exames nacionais das disciplinas de Biologia e Geologia, no 11.º ano, e de Português, no 12.º ano. Este era o caminho que me permitiria concluir uma licenciatura em Enfermagem ou Fisioterapia. Naquele momento, ainda estava indecisa sobre qual destes cursos seria o mais adequado, no entanto, já tinha uma certeza: queria abraçar uma profissão no ramo da Saúde.
No 11.º ano escolhi o meu primeiro local de estágio, o primeiro contacto com o mundo do trabalho. Assim, após análise das diferentes possibilidades, optei por fazer estágio no Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim - Vila do Conde, no Serviço de Ortopedia. Em junho desse ano consegui realizar com sucesso o exame nacional de Biologia e Geologia, na 1ª fase. Não tenho dúvidas de que a partir desta altura adquiri mais força de vontade para continuar a trabalhar com mais empenho. As “portas” para alcançar uma licenciatura estavam a abrir-se.
No 12.º ano tive de escolher o meu tema para a Prova de Aptidão Profissional- PAP. Para tal escolhi a doença hipertensão arterial, um problema de saúde pública a nível mundial e que em Portugal constitui um dos factores de risco para o aparecimento de doenças cardiovasculares. Esta prova, preparada com mais afinco ao longo do último ano do curso, teve que ser apresentada e defendida perante um júri externo de avaliação. A realização deste trabalho projeto foi uma mais valia, permitindo-me o desenvolvimento de competências fundamentais para o meu futuro profissional.
Foi durante este período que tomei a decisão de ser Fisioterapeuta e tive a convicção de que estava a fazer as opções corretas. No terceiro período do último ano do curso estive a estagiar no Hospital e Lar Casa da Misericórdia de Fão e, simultaneamente, a preparar-me para fazer o exame nacional de Português.
No final dos exames nacionais obrigatórios para ingressar na Licenciatura de Fisioterapia, efetuei a minha candidatura e aguardei a saída dos resultados. Passado algum tempo após a inscrição, fui informada de que entrei na Universidade do Porto, Licenciatura de Fisioterapia. Fiquei tão feliz que nem acreditava: todo o esforço que tinha feito durante os três anos do curso estava agora recompensado.
Para concluir gostaria de dizer que adorei frequentar o ensino profissional, onde tive o privilégio de ter professores que valorizam este tipo de ensino e que potenciaram as minhas capacidades. Destaco, ainda, os estágios realizados onde conheci excelentes profissionais de saúde, com quem adorei trabalhar. Com eles enriqueci as minhas aprendizagens e adquiri mais motivação para continuar a estudar.
Os cursos profissionais, além de oferecerem várias regalias aos alunos, como sejam, a atribuição de subsídios diversos ou bolsas de mérito, proporcionam uma melhor preparação para a inserção no mercado de trabalho.
Ao contrário do que muitos pensam, existe, também neste tipo de ensino, a possibilidade de prosseguir os estudos para o ensino superior.
Realmente, tudo depende da vontade e empenho de cada um de nós.
 ‘’Nunca desistas dos teus sonhos com o medo de fracassar’’;
‘’ Forte é aquele que não desiste dos seus sonhos mesmo com tantas dificuldades no caminho’’.


Comentários

Escreva o seu Comentário