Voz da Escola
Jornal da Escola Secundária Henrique Medina
Pesquisa

Uma experiência inesquecivel!
Por Beatriz Neves (Aluna, 7 ano turma C), em 2018/05/2243 leram | 0 comentários | 10 gostam
Os alunos do 7.º C, da ESHM, no passado 27 de abril, deslocaram-se a Armamar, onde receberam uma Menção Honrosa, no âmbito do “Concurso Literário Acácia e os fantasminhas”, lançado a nível nacional pela Câmara Municipal de Armamar.
Os alunos partiram de Esposende às 8h20 e chegaram a Armamar por volta das 11h30, mais precisamente ao Miradouro de S. Domingos, em Fontelo, onde existe um parque de merendas. Aí fizeram um piquenique, tendo-se deliciado com uma saborosa sobremesa (bolo de chocolate e de maçã) oferecida pela Câmara Municipal. Não fosse Armamar a capital da maçã de montanha. Também foram presenteados com uma aula de zumba, ao ar livre.
Seguidamente, acompanhados da vereadora da cultura, Cláudia Damão, subiram ao miradouro de S. Domingos donde puderam avistar os concelhos de Lamego, Tarouca, Resende, Régua e Vila Real e desfrutar de uma paisagem admirável das vinhas durienses. Nesse miradouro situa-se a capela de S. Domingos, fundada no século XVI e junto à qual se encontra a pedra da fertilidade. Segundo a lenda, D. João II e a sua mulher teriam pernoitado nessa pedra e passados nove meses nasceria o príncipe D. Afonso.
Após as atividades em S. Domingos, os alunos dirigiram-se à entrada da Câmara Municipal, a fim de conhecerem a Acácia, a menina que inspirou a personagem do livro, também de nome Acácia. Foi muito emocionante e surpreendente esse momento, visto que surgiu numa carruagem puxada por dois cavalos, sendo recebida com confetis e palmas por todos os seus colegas de turma e as turmas premiadas.
Deu-se início à cerimónia, no Salão da Câmara Municipal, com a presença do Presidente da Câmara, a mãe de Acácia, a Acácia, os representantes das escolas premiadas e a autora do livro, Margarida Pogarell, por vídeo conferência, uma vez que se encontrava na Alemanha. A autora felicitou todas as turmas premiadas pela qualidade e diversidade dos trabalhos apresentados e pela forma como abraçaram o projeto, pois pretendia-se sensibilizar os alunos e toda a comunidade para os problemas de inclusão social de pessoas portadoras de deficiência.
Os alunos da turma 7º C consideraram que foi uma experiência muito positiva e enriquecedora, pelo que agradecem à Câmara Municipal de Armamar e à Escola Secundária Henrique Medina ter-lhes permitido vivenciar esta experiência única.

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário