Voz da Escola
Jornal da Escola Secundária Henrique Medina
Pesquisa

"A Missão", na perspetiva de uma aluna
Por Constança Peixoto (Aluna, 11ºC), em 2018/02/2655 leram | 0 comentários | 18 gostam
“A Missão” é uma produção cinematográfica que constitui um drama histórico.
Conta a história da missão do Padre Gabriel, um jesuíta bondoso, que tinha como consecução a conversão dos nativos da terra dos Guaranis (colónia espanhola) em Cristãos, no final do século XVIII.
Os problemas começaram quando a colónia foi passada para Portugal. Na verdade, este filme mostra, minuciosamente, a periclitante realidade do tráfico de escravos naquela época. Uma personagem indubitavelmente relevante, no enredo global do filme, é Rodrigo Mendonza, um mercenário mercador de escravos que se junta à missão do Padre Gabriel, tornando-se frade, de modo a pagar penitência por ter morto o seu irmão Felipe. Esta personagem é eximiamente representada, mostrando o que o arrependimento pode fazer a uma pessoa.
A música também tem um papel indelével neste filme, pois, numa das primeiras cenas, em que há o primeiro contacto do padre com os indígenas, a melodia funciona como linguagem universal, refutanto o choque inicial entre culturas.
Uma cena que se destaca é a última, onde ocorre uma disputa entre os colonos e os indígenas, pois apercebemo-nos de que não estabelecemos uma relação intimista com apenas uma personagem, mas sim com todos os guaranis.
É-nos exequível estabelecer uma intertextualidade com o “Sermão de Santo António”, dado que um dos pressupostos do Sermão é a defesa dos direitos dos índios.
“A Missão” é, assim, uma crítica acutilante aos comportamentos do Homem, fazendo-nos refletir acerca do valor da vida de todo o ser humano.


Comentários

Escreva o seu Comentário