Trash League
Jornal da Escola C.e. Sesi 344 de Ribeirão Preto
Pesquisa

6 indícios que comprovam a inteligência dos caes
Por Caio Nogales (Aluno, 7º ano), em 2016/10/09172 leram | 0 comentários | 46 gostam
Saiba que tipo de comportamento canino do dia-a-dia gera indícios cada vez mais óbvios da inteligência dos cães
A inteligência dos cães é um tema discutido há muito tempo e que ganha cada vez mais embasamento em todo o mundo, já que o comportamento destes espertos animais nos premia com grandes e diários indícios sobre o nível que o seu pensamento pode atingir e compreender.

Habituados com as atitudes do dia-a-dia que oferecem provas da inteligência dos cães, os donos de bichos de estimação desta espécie são os primeiros a defender e ressaltar a grande capacidade de compreensão e até de comunicação dos cachorros; que já pode ser provada por uma série de estudos específicos realizados para provar, justamente, essa habilidade (como na pesquisa realizada por Alexandre Rossi – o Dr. Pet – com a cadelinha Sofia, que você confere acessando o link).

Com isso em mente, confira a seguir alguns dos comportamentos considerados entre os maiores indícios da inteligência dos cachorros, e entenda por que os cães podem ser muito mais espertos do que boa parte das pessoas imagina:

Os cães podem aprender palavras


Com o treinamento correto, os cães podem aprender o significado de palavras específicas por processos bastante lógicos de dedução, que são bem similares com a forma com que muitas crianças passam a assimilar novas palavras nos seus vocabulários. Raças reconhecidamente Inteligentes como a Border Collie, por exemplo, chegam a aprender mais de mil comandos com o adestramento.

Os cachorros entendem a linguagem corporal das pessoas

Muito rara entre os animais de uma forma geral, a compreensão da linguagem corporal dos humanos é algo feito com facilidade pelos cães – que tem uma capacidade absurdamente alta de identificar, por exemplo, para onde uma pessoa está olhando ou para onde ela está apontando o dedo.

Os cães fazem amizades e as mantém

Ao contrário do que acontece em outros grupos de animais, no mundo dos cachorros, o líder não é o que tem mais filhos ou é mais temidos; mas, sim, aquele que tem o maior número de amigos – já que, quanto mais ‘querido’, maiores serão as chances de que tenha ‘seguidores’.

Os cães sabem como enganar seus tutores

Pesquisas realizadas na Universidade de Viena, na Áustria, chegaram a conclusão de que os cachorros tendem a ser menos obedientes quando longe de seus donos ou quando os tutores estão distraídos com alguma coisa (seja em função do trabalho, da televisão ou de alguma leitura). Segundo o estudo, o animal sabe bem quando está sendo observado, e o seu comportamento varia de acordo com a situação em que se encontra.




Comentários

Escreva o seu Comentário