Sabro
Jornal do Agrupamento de Escolas de Sabrosa
Pesquisa

GOUVINHAS --- O NOSSO PATRIMÓNIO
Por Maria Martins (Professora), em 2012/07/031740 leram | 0 comentários | 108 gostam
Os mais pequenos visitam Gouvinhas
GOUVINHAS- O NOSSO PATRIMÓNIO
A NOSSA TERRA CONVIDA A UM FIM DE SEMANA RELAXANTE...

Inserida no PAA do Agrupamento de Escolas de Sabrosa – visitas à localidade – esta atividade pretendia dar a conhecer aos alunos o Património Local.
Esta pequena aldeia de Gouvinhas, pertence à região do Douro Vinhateiro, a qual, produz vinho há mais de 2000 anos, entre os quais, o mundialmente célebre vinho do Porto, a sua paisagem está rodeada de montanhas que lhe dão características mesológicas e climáticas particulares. É considerada:
Património da Humanidade
Em Gouvinhas não há só vinha, existem também olivais, laranjais, grandes extensões de mata com muitos sobreiros, árvore esta que está protegida há muitos anos.
Para além do Património Natural, também existe algum Património Arquitetónico com interesse: a Fonte com Lavadouro, cuja água é de nascente e a nossa Escola.
Estas duas construções datam de 1908, as quais foram mandadas construir pelo 1º Visconde de Moraes, (José Júlio Pereira de Moraes, fidalgo da Casa Real) que também doou o terreno para tal.
A Casa do 1º Visconde de Moraes(largo do Terreiro;
Existem duas belas casas brasonadas, construções do Séc. XVIII:
O Solar do Dr. Paulo Pizarro de Carvalho e Melo- descendente do Marquês de Pombal.
Solar dos Taveiras de Macedo- Morgado de Gouvinhas.Este último tem uma capela datada do mesmo século, a capela de S. Francisco de Assis.

Gouvinhas possui uma imponente Igreja Matriz construída em 1447.
O seu altar-mor e os quatro altares laterais são em trabalhadíssima e antiquíssima talha dourada.O teto é pintado a óleo.
Ao fundo da Igreja encontram-se dois antigos confessionários e a Pia Batismal.
Existem três Capelas antiquíssimas: A Capela do Senhor de Matosinhos;Capela Senhor dos Aflitos e a Capela do Sagrado Coração de Maria.

Encontram-se pela aldeia de Gouvinhas e pelo monte catorze cruzeiros que significam o Caminho do Calvário. Cada cruzeiro representa uma estação da paixão de Cristo. Esse caminho do Calvário é percorrido durante a Cerimónia da Via-Sacra na Sexta-feira Santa.

Recentemente foi construído um Polivalente.

Perto de Gouvinhas, os visitantes podem pernoitar,ou disfrutarem de umas férias na Quinta do Conde (turismo rural).Podem também visitar a Quinta do Crasto, produtora e engarrafadora dos vinhos da região.Ambas as quintas pertencem a Gouvinhas.

Os alunos e a Educadora Ana Marinho Fernandes

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário