plantão filosófico
Jornal de Filosofia
Pesquisa

Método Fenomelógico
Por Edemilson Leão de Lima (Leitor do Jornal), em 2019/03/1261 leram | 0 comentários | 10 gostam
O método fenomenológico de Husserl propõe estabelecer uma base segura, liberta de pressuposições, para todas as ciências e, de modo especial para a filosofia.
  Desenvolvido por: Luana Carletti, Dulcinéia Fiuza, Jéssica Sottle.
Preconizado por Husserl, o método fenomenológico não e dedutivo nem indutivo. Preocupa-se com a descrição direta da experiência tal como ela é.
   A realidade e construída socialmente e entendida como o compreendido, o interpretado, o comunicado. Então, a realidade não e única, Existem tantas quantas forem as suas interpretações e comunicações.
   A preocupação central da fenomenologia husserliana e de erigir uma filosofia atrelada aos dados imediatos e inegáveis para, posteriormente, utilizá-los como embasamento para a construção de teorias.
   Como lema, tem-se o retorno as próprias coisas, isto é, buscar coisas manifestas, fenômenos tão evidentes que não possam ser negados.
   A finalidade da epoché e o desocultamento do significado e da finalidade do mundo primeiramente para mim e depois para todos os outros sujeitos.
   A atitude do mundo natural e a aceitação passiva e cativa do mundo que nos cerca, de modo que não se questiona o modo como o nosso mundo é. Temos por garantias nossos corpos, cultura, diversas crenças e a lógica o que é imanente ao ser humano, já que é aceito por todos.


Comentários

Escreva o seu Comentário