plantão filosófico
Jornal de Filosofia
Pesquisa

O Método Dedutivo
Por Edson Lopes (Leitor do Jornal), em 2019/03/1288 leram | 0 comentários | 11 gostam
O Método Dedutivo é um processo de análise da informação que utiliza o raciocínio lógico e a dedução para obter uma conclusão a respeito de um determinado assunto.
 Elaborado por: Edson Lopes Vanzin, Marcos Tortora e Giovane Rosset
O método dedutivo é o processo de raciocinar a partir de premissas para alcançar uma conclusão logicamente correta, em um ou mais argumentos. Começou a ser documentado por Aristóteles no século IV a.C. e tem sido utilizado durante toda a história da filosofia e ciência. Se todas as premissas são verdadeiras, os termos são claros e as regras da lógica são seguidas, a conclusão é necessariamente verdadeira, o que equivale a dizer que tal conclusão permanecerá verdadeira sob todas as possíveis reinterpretações dos seus componentes, exceto as constantes lógicas, não havendo qualquer situação que nos faça rejeitar sua verdade.
 Nesse processo, os raciocínios dedutivos apresentam conclusões que devem, necessariamente ser verdadeiras, se todas as premissas sejam também verdadeiras e ele respeitar uma estrutura lógica de pensamento.
 No Método Dedutivo, o pesquisador parte de premissas reconhecidas como verdadeiras, chamadas de premissa maior, e estabelece relações como uma segunda proposição, chamada de premissa menor. Desta forma a partir do raciocínio lógico, chega-se á verdade daquilo que se é proposto, a conclusão.

    "Todo mamífero tem um coração (Premissa maior)
     Ora, todos os cães são mamíferos (Premissa menor)
     Logo, todos os cães tem um coração (Conclusão)".

 Enquanto o Mtodo Indutivo parte de casos específicos para tentar chegar a uma regra geral, o Método Dedutivo parte da compreenção da regra geral para chegar á cunclusão dos casos específicos.


Comentários

Escreva o seu Comentário