plantão filosófico
Jornal de Filosofia
Pesquisa

Pensamento Politico Moderno de Maquiavel
Por Jean Vinaga (Leitor do Jornal), em 2017/06/13461 leram | 0 comentários | 34 gostam
"O homem que edifica o estado", assim vemos a lógica de Maquiavel onde se faz política de modo necessário, separada da moral e da religião medieval.
Elaborado por JEAN CARLOS VINAGA e ANA CAROLINA DOLINSKI FIGUEROA.
Com a criação do pensamento político moderno de Maquiavel, o estado toma novos rumos, com a maior implantação do antropocentrismo, onde o homem se torna o centro das coisas, e assim fazendo que a liberdade republicana tome mais poder, fazendo com que o poder teológico de papas e imperadores se subtraia, tornando-se uma ciência, a politica, esta por sua vez é separada da moral e da religião medieval.
  Em seu pensamento Maquiavel deixa de lado a ideia de que o estado seria o responsável pela felicidade, pelas virtudes, ou pela salvação ao reino de Deus, passando o estado a ser político, de forma agir como necessária, fazer suas leis e seguir seus fundamentos.
  Maquiavel em suas obras propõe que na politica se deve observar os fatos e assim, fazer o necessário e não o que seria certo fazer, obtendo agir de acordo com a realidade do momento, atuar com as coisas do jeito que elas são e não como deveriam ser, distinguindo-se da ética aristotélica de "cuidar do dever ser".
   Em seus pensamentos e ações ele faz se agir, fazer politica do modo necessário, não só o modo piedoso, surgindo a frase "o homem que edifica o estado", resumindo-se a "os fins justificam os meios", onde se usa do poder para o homem agir de modo correto com o estado, fazendo-se politica não só pelo fato de agir, mas sim obter resultados com ações.
    A criação de leis tende a organizar o estado conforme está sendo preciso. Pela expressão "Maquiavélico" se tem um modo de pensar autoritário onde o poder é o que comanda e prevalece.

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário