plantão filosófico
Jornal de Filosofia
Pesquisa

MOVIMENTOS SOCIAIS
Por Denise Fonseca (Leitora do Jornal), em 2017/05/04807 leram | 0 comentários | 43 gostam
Lutar pela igualdade sempre que as diferenças nos discriminem.
Lutar pela diferença sempre que a igualdade nos descaracterize.
JAQUELINE, JUCILAINE, DENISE E VILMA.
O conceito de movimento social se refere à ação coletiva de um grupo organizado que objetiva alcançar mudanças sociais por meio de embate político, conforme seus valores e ideologias dentro de uma determinada sociedade e de um contexto específico, permeados por tensões sociais. Podem objetivar uma mudança, a transição ou mesmo a revolução de uma realidade hostil a certo grupo ou classe social. A luta por algum ideal, ou questionar uma realidade que se caracterize como algo que impede a realização dos anseios deste movimento, este último constrói uma identidade para a luta e defesa de pessoas que se encontram na mesma situação, seja , social, econômica, política, religiosa, entre outras.
 gianfranco pasquino em sua contribuição ao dicionário da política (2004) organizado por ele e por norberto bobbio e nicolau mateucci, afirma que os movimentos sociais constituem tentativas pautadas em valores comuns àqueles que compõe o grupo de definir formas de ações sociais para se alcançar determinados resultados.
Conforme aponta alain touraine, em defesa da sociologia (1976), para se compreender os movimentos sociais, mais do que pensar em valores e crenças comuns para a ação social coletiva, seria necessário mais do que pensar em valores e crenças comuns para ação social coletiva, seria necessário considerar as estruturas sociais nas quais os movimentos se manifestam. Cada sociedade ou estrutura social teria como cenário um contexto histórico no qual, assim como apontava karl marx, estaria posto um conflito entre classes, terreno das relações sociais, a depende dos modelos culturais, políticos e sociais. Assim, os movimentos sociais fariam explodir os conflitos já postos pela estrutura social geradora por si só da contradição entre as classes, sendo uma ferramenta fundamental para a ação com fins de intervenção e mudança da mesma estrutura.
 Além das instituições democráticas com os partidos, as eleições e o parlamento, a existência dos movimentos sociais é de fundamental importância para a sociedade civil e quanto meio de manifestação e reivindicação. Podemos citar como alguns exemplos de movimento a da causa operária, o movimento negro (contra o racismo e segregação racial) o movimento estudantil, feminista, ambientalista, luta contra homofobia, separatistas movimento marxista, socialista, comunista, entre outros . Alguns desses movimentos possuem ação centralizada em algumas regiões. Outros, porém com a expansão da globalização e disseminação de meios de comunicação e vinculação da informação, rompem fronteiras geográficas em razão de suas causas, ganhando aspectos por todo mundo, a exemplo do greenpeace, movimento ambientalista de forte atuação internacional.
 A existência de um movimento social requer uma organização muito bem desenvolvida, o que demanda a mobilização de recursos e pessoas engajadas. Esses movimentos não se limitam a manifestações públicas esporádicas, mas trata-se de organizações que sistematicamente atuam para alcançar objetivos políticos, o que significa haver uma luta constante e em longo prazo, dependendo de cada causa. Em outras palavras os movimentos sociais possuem uma ação organizada de caráter permanente por uma determinada bandeira.

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário