Panorama
Jornal da Escola Secundária de Rocha Peixoto
Pesquisa

ESCOLHAS
Por Albina Maia (Professora), em 2014/05/05320 leram | 0 comentários | 89 gostam
No fundo, tudo na vida do ser humano é influenciado por escolhas.
Andam sempre atrás de nós com um único propósito apenas, deixar-nos confusos. Todos, mas mesmo todos sem exceção, fazemos escolhas que nos afetam mais ou menos o nosso estado de espírito. Por exemplo, quando alguém tem uma escolha importantíssima a fazer e que lhe mudará para sempre a sua vida, normalmente, essa pessoa anda stressada, cansada e a ponderar desistir, pois acha que essa é a única forma de se ver livre dessa “terrível” decisão. Mas apesar de haver na equação mais uma hipótese esta torna-se cada vez mais complicada, porque sabemos que independentemente da decisão que tomarmos, estaremos sempre a perder algo que podíamos ter ganho com a outra opção.
A verdade é que nenhuma das decisões que tomamos é completamente unânime pois há sempre uma parte dentro de nós que nos puxa para a opção que não escolhemos. O nosso cérebro é o responsável pela obtenção de soluções para equacionar o nosso problema. Este magnífico órgão utiliza vários fatores que influenciam de certa forma a formulação do problema, tais como experiencias, amizades, gostos, sensações, rumores e muitos mais. No meu ver, é este o processo que o nosso cérebro utiliza para nos dar a solução tão desejada mas o problema acontece quando o nosso cérebro bloqueia e quando esses fatores têm igual peso na nossa consciência. É neste preciso momento que o responsável pela obtenção do problema é substituído, devido a problemas técnicos, para outro órgão extremamente importante, o coração. Este nosso suplente é incrível pois é o que nos fornece sensações e sentimentos vinte e quatro horas por dia, sem pausas para cafés. Ele tem outra forma de resolver este tipo de situações. Quando isto acontece o coração pensa por nós e incita-nos a escolher a hipótese que se adequa mais com a nossa personalidade. Outra das características é que essas decisões são tomadas de forma impulsiva e totalmente inesperada, não sendo influenciada por mais nenhum fator.
O conselho que eu vos dou quando se encontrarem neste tipo de situações é, decidam conforme acharem melhor para a vossa felicidade sem olhando para as consequências, por maiores que sejam, pois lá no fundo é isso que vos faz feliz e mais nada, senão o amor, vos trará tal sentimento.
André Miranda - 9ºB


Comentários

Escreva o seu Comentário
 



publicidade