Na Onda
Jornal da Escola Secundária da Boa Nova, Leça da P
Pesquisa

Desavenças entre sentimentos
Por Biblioteca António Nobre (Administrador do Jornal), em 2018/02/07310 leram | 0 comentários | 47 gostam
Uma apreciação crítica do conto "Famílias desavindas", de Mário de Carvalho, pela Juliana do 12ºB
Em volta de um objeto do quotidiano que sofreu alterações significativas ao longo dos séculos, duas famílias são postas em confronto ao longo de várias gerações movidas pelo amor e pelo ódio.
Seguindo a estrutura do conto tradicional, Mário de Carvalho “eufemisa” os grandes conflitos da existência Humana, dando a perceber, de um modo subtil, a perpetuação do lado negativo que marca o ser Humano. O autor faz ainda uma apresentação e análise da condição Humana de uma forma simples, atribuindo, aos dois grupos de personagens, um caráter sentimentalista.
Contrariamente a outros estilos narrativos, o conto desenvolve-se sobre um pano de fundo que se caracteriza pela indefinição, o que dificulta, por vezes, a compreensão das sequências lógicas da narrativa, principalmente pelo seu tamanho reduzido que não abre oportunidade para o desenvolvimento de pormenores.
“Famílias Desavindas” é, na realidade, um conto que pelo próprio título, remete para um lado obscuro da Humanidade e que, por esse motivo, deve ser lido com uma perspetiva de reflexão.


Comentários

Escreva o seu Comentário