Na Onda
Jornal da Escola Secundária da Boa Nova, Leça da P
Pesquisa

"Geringonça"? Palavra do ano?
Por Biblioteca António Nobre (Administrador do Jornal), em 2017/01/17241 leram | 1 comentários | 55 gostam
Eis a opinião do João Macedo, do 12ºA
A palavra selecionada como palavra do ano pela iniciativa da Porto Editora para 2016 foi “geringonça”. Uma palavra, sem dúvida, representativa da situação política atual do país, mas, na minha opinião, não merecedora de tão aclamado título.
Por mais perfeitamente conseguida que seja a descrição de Paulo Portas do governo de coligação, “geringonça” não deixa de ser uma palavra meramente reservada ao discurso político, não tendo estado, portanto, presente no vocabulário de todas as camadas sociais e idades no nosso país, em 2016.
Na minha opinião, o número de pessoas que assistem avidamente a debates políticos e ligam a “AR.TV” de quinze em quinze dias não justifica a atribuição deste título à palavra “geringonça”. Tal título teria sido atribuído de forma muito mais pertinente à palavra que realmente abalou o mundo em 2016. Refiro-me, claro, a “Pokémon”.
Desde as inúmeras pessoas com as caras enterradas nos telemóveis na tentativa de capturar mais um “zubat”, passando pela famosa entrevista que imortalizou a expressão “uns drogados a apanhar Pokémons”, e até às lutas de rua porque o rapaz que não faz nada da vida além de evoluir os seus “magikarps” capturou outro” ginásio”, foi realmente uma palavra que abalou o país, atravessando fronteiras de idade e classe social.
Em conclusão, para que palavras como “Pokémon” sejam mais representadas no futuro destas competições, apelo ao voto da minha geração. Uma geração que não passa muito tempo a ver debates políticos, mas gasta sim tardes inteiras sentada em “pokéstops” com “lures” ativos.
João Macedo 12A


Comentários
Por Paula Caravelas (Familiar de aluno), em 2017/01/17
Um bom texto João. Parabéns!

Escreva o seu Comentário