Mural
Jornal da Biblioteca Escolar Carlos Teixeira
Pesquisa

CONCURSO UMA AVENTURA ... LITERÁRIA 2015
Por Maria Helena Leitão (Administrador do Jornal), em 2015/04/271087 leram | 0 comentários | 55 gostam
À aluna Joana Catarina Araújo Ramalho do,5ºA, foi atribuído o 2º Prémio ex-aequo na modalidade Crítica.
Dos 10 278 trabalhos a concurso, individuais e de grupo, de centenas de escolas do ensino básico e secundário, o trabalho de uma aluna da nossa escola foi escolhido e premiado.
A Editorial Caminho promotora do Concurso Uma Aventura ... Literária 2015 atribuiu o 2º Prémio ex-aequo (2ºciclo - modalidade Crítica) à aluna do 5ºA Joana Catarina Araújo Ramalho.
O prémio consiste na publicação do trabalho num dos livros da coleção Uma Aventura e na oferta de um cheque livro.
A cerimónia de entrega de prémios decorrerá no dia 2 de junho, às 14h30, junto ao espaço LEYA na Feira do Livro de Lisboa. As escritoras Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada participam na festa destinada aos premiados.

A lista de premiados nas várias modalidades encontra-se disponível no site

http://www.uma-aventura.pt/

A Joana Catarina foi premiada com este trabalho:

                          «Uma aventura na ilha deserta» – uma obra juvenil

«Uma aventura na ilha deserta» é um livro escrito por Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, ilustrado por Arlindo Fagundes e pertence à grande coleção “Uma Aventura”. Tal como os outros livros da coleção, tem como personagens principais cinco amigos e dois cães. Os seus nomes são: Teresa e Luísa (que são gémeas), o Chico, o Pedro, o João, o Faial (que tem como dono o João) e o Caracol (que tem como donas as gémeas). Eles metem-se em grandes aventuras e a aventura deste livro é mais uma delas. A sua capa deixa-nos logo muito curiosos e com vontade de começar a ler de imediato, pois estar em frente a um tubarão deve ser assustador e um desafio muito hilariante.
Em primeiro lugar, eu adorei este livro, porque este grupo de amigos viveu grandes aventuras, que eu também sonho ter e, assim, ajudaram-me a imaginá-las melhor. Um outro aspeto foi o facto de, ao mesmo tempo que estava a ler e a reler esta história, também fiquei a conhecer melhor as ilhas da Tailândia, a cultura tailandesa e os cuidados que se tem para não estragar esta ilha, onde se pode mergulhar nas águas cristalinas, mas não se pode dormir. Em segundo lugar, o espaço onde se passa a maior parte da aventura deste maravilhoso grupo de amigos foi, também, num dos países afetados pelo último tsunami que conhecemos, que foi muito assustador, uma vez que destruiu lugares paradisíacos, matou muitas pessoas e também matou portugueses. Também quero dizer que gostei principalmente das lendas da ilha deserta de Ko-Similan. São lendas que aconselho a conhecer!
Por último, este é o meu livro de “Uma aventura” preferido porque o grupo de amigos mete-se numa equipa de cinema com atores de várias nacionalidades e eu gostei da atitude que tiveram relativamente a essa equipa, mesmo quando lhes dificultava os seus desempenhos.
Pelo que referi, penso que se poderá compreender que dos muitos livros desta coleção que já li, aconselho a leitura desta obra, pois neste livro aprendemos a ter atitudes corretas e lutar pelo que desejamos, que as ilhas desertas devem ser preservadas e que nelas também poderão existir castelos subterrâneos, aventuras e vestígios da presença humana!



Joana Catarina Araújo Ramalho, nº 10, 5.ºA
Escola EB 23 Professor Carlos Teixeira, Fafe
Modalidade: Crítica


Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário