Jornal para a Escola
Jornal do Curso de Pedagogia Newton Paiva
Pesquisa

O Papel do Professor
Por Escola Integrada (Professora), em 2016/03/12658 leram | 0 comentários | 35 gostam
Professores experientes e especializados respeita seus os alunos como indivíduos únicos, estimula suas habilidades e competências para que, além de aprender, possam tornar-se pessoas capazes, independentes, empreendedoras, seguras e felizes.
I
      nserida na sociedade, estão presentes as práticas sociais de leitura e escrita como, por exemplo, orientar-se pelas placas de trânsito, ler uma receita de bolo, uma bula de remédio, ler um livro, revistinha em quadrinhos, um anúncio de propaganda de uma loja, pegar um ônibus, fazer uma lista de compras etc. As pessoas estão cercadas de informações escritas por onde passam, seja nas ruas, em casa, os mercados, na escola, nos ônibus e em muitos outros ambientes. Essas atividades constituem práticas de letramento a partir da utilização social da leitura e escrita. Nesse sentido, diante a diversidade de práticas sociais e culturais de leitura e escrita podemos afirmar que o conceito de letramento é bastante abrangente, portanto, nos permitindo usar o termo letramentos múltiplos. Sendo assim, na sociedade moderna surgem novas formas de comunicação e estas devem estar ligadas à escola, pois sabemos que a educação não ocorre apenas no âmbito escolar, ocorre em qualquer lugar a todo o momento. A sociedade é constituída de diferentes pessoas e diferentes culturas e a escola não pode ignorar esse fato.

Mas como as crianças se comunicam?

      As múltiplas linguagens são as mais variadas formas que nós seres humanos utilizamos para nos comunicar. Na primeira infância muitas crianças ainda estão na fase de aquisição da linguagem ou estão aprendendo a ler e escrever. Neste período elas tem um jeito todo especial de se comunicar, elas utilizam outras maneiras, múltiplas linguagens para se expressar seja através da linguagem corporal, através da arte, da música, etc. Através da linguagem verbal ou não verbal, a criança constroi o conhecimento.

      Por isso é muito importante pensar sobre as práticas metodológicas, pois pensar sobre as práticas metodológicas de Educação Infantil implica refletir sobre bases teóricas, filosóficas, sociais e históricas, levando em conta, principalmente, a ligação direta que deve existir entre as ações metodológicas e o mundo real das crianças.

      Desenhos para colorir ou pintar não devem ser entregues como forma de ocupação do tempo, mas sim, tem que se relacionar com o tema trabalhado (assunto estudado) e assim a criança encontra significado no que faz, reconhecendo o desenho, explorando suas particularidades e se desenvolvendo. O que vai caracterizar como “adequada” ou não uma opção metodológica ou simplesmente uma atividade oferecida à criança é o contexto em que ela se inclui. As escolhas metodológicas remetem a estudos teóricos e demonstram as escolhas profissionais de cada educador. É muito importante um trabalho de qualidade na Educação Infantil em que os professores procurem ler sobre o assunto e terem outras bases teóricas, fazerem pesquisar por conta própria, priorizem as múltiplas linguagens para assim melhorar o desenvolvimento de seu trabalho pedagógico com a Educação Infantil. O Professor tem que se atualizar para se ter um trabalho de mais qualidade, aprendizagem e empolgação para o aluno.

           O Jogo e a brincadeira como recursos privilegiados de desenvolvimento
                                                     da criança pequena

     Uma grande parte dos educadores da faixa etária de 0 a 5 anos utiliza jogos e brincadeiras como práticas pedagógicas diárias, defendendo seu uso como um excelente recurso à aprendizagem e ao desenvolvimento das crianças. Para Piaget, os jogos são caracterizados em 3 tipos e a função de cada um é que vai diferenciá-los, já que a finalidade de todos é o prazer do funcionamento. Nesse sentido podemos destacar os jogos de exercícios, por exemplo. Eles são adequados às crianças de 0 a 2 anos, sendo esta a primeira forma de jogo que a criança conhece e que aparece antes do desenvolvimento verbal completo. Já os jogos simbólicos é adequado para crianças de 2 a 6 anos, nessa fase as crianças brincam de faz de conta, elas fingem ser outra pessoa ou que estão em outro lugar ou situação. Os jogos de regras é adequado para crianças a partir dos 6 anos de idade. Este jogo é caracterizado pelo conjunto de leis que é imposto pelo grupo social.

     Os jogos e as brincadeiras são elementos privilegiados de desenvolvimento das crianças desde que aliadas ao aprendizado. Os projetos didáticos organizam-se segundo temas sobre os quais as crianças vão tecer redes de significações. São propostos como estratégias de ensino que buscam superar uma visão de estabilidade e transparência do ambiente em que elas estão inseridas e abrem possibilidades para cada criança indagar, criar relações e entender a natureza cognitiva, estética, política e ética de seu ambiente, atribuindo-lhe significados

     Na Educação Infantil da atualidade, as pré-escolas e creches podem construir com autonomia os próprios projetos pedagógicos. A discussão, portanto, toma outro foco: que o projeto pedagógico escolhido seja de qualidade. É esse o ponto mais importante do momento: garantir uma Educação Infantil de qualidade.

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário