Folha Cefet
Jornal Escolar do Cefet - Unidade Maria da Graça
Pesquisa

Vamos falar sobre estereótipos?
Por Bruno Eduardo (Aluno, 3BMAUTINT), em 2018/03/17688 leram | 0 comentários | 38 gostam
O que você acha sobre generalizações que fazemos acerca das pessoas? Venha saber mais sobre estereótipos!
Infelizmente é comum na nossa sociedade criarmos conceitos ou imagens pré-definidas sobre algo ou alguém, ou seja, determinar antecipadamente definições sem ter nenhuma base para tal. Antes de exemplificar, é importante termos em mente o conceito de estereótipo: “São generalizações que as pessoas fazem sobre comportamentos ou características de outros. É um conceito, ideia ou modelo de imagem atribuída às pessoas ou grupos sociais, muitas vezes de maneira preconceituosa e sem fundamentação teórica, ou seja, baseada no senso comum”.
   Não se sinta culpado por já ter feito alguma generalização. Na maioria das vezes, isso pode acontecer de forma inconsciente, porque essas generalizações passam de geração a geração, tornando-as enraizadas na sociedade. O importante é tentarmos desconstruir esses estereótipos, tendo a percepção de que podemos ferir alguém psicológica ou fisicamente.
   Vale lembrarmos que a palavra “estereótipos” vem do grego: “stereos” (sólidos) e “typos” (impressão, molde), que significa “impressão sólida”.
   Vamos, agora, pensar em alguns tipos de estereótipos que são feitos em nossa sociedade. Com certeza você já escutou ou escutará essas generalizações em algum momento da sua vida. Iremos começar pelo estereótipo mais comum:

• Estereótipos de gênero: relacionados ao gênero. Quem nunca ouviu: “Ah, azul é de menino e rosa é de menina” ou “Isso é coisa de homem” ou até “lugar de mulher é na cozinha”?

   Quem nunca deu ou recebeu presentes do tipo: bola de futebol para o menino ou panelinhas de brinquedo para a menina? Como se o menino não pudesse brincar de cozinhar porque quem faz isso, futuramente, é a mulher ou se a menina não pudesse jogar futebol, pois “isso é coisa de homem”.
   Classificar mulheres por comportamentos, como o tipo de roupa que vestem, também pode ser considerado um tipo de estereótipo de gênero, por exemplo: “Mulheres que usam roupas curtas são oferecidas” ou “mulheres recatadas não usam esses tipos de roupas”.
   Para terminar, vale ressaltar que os homens também estão sujeitos a estereótipos de gênero, como por exemplo: “Homens são corajosos”, “meninos não choram” ou “homens não têm medo”. Essas imagens estereotipadas podem até causar sobre eles uma expectativa de comportamento que os envolve desde muito cedo a uma sociabilidade violenta.

• Estereótipos raciais/étnicos e culturais: pergunte a um amigo negro seu se ele já foi seguido dentro de um supermercado, shopping ou outro estabelecimento comercial por ser confundido com um bandido. Tem, também, aquelas relações do tipo: “muçulmanos são terroristas”, “portugueses são burros” ou “brasileiras são oferecidas”.
    Quem nunca pensou, em algum momento da vida, que todos os índios andassem pelados ou só de tanga, ou então, não conhecessem celulares, computadores, etc.? Será que todos os nordestinos andam com calças rasgadas, usam somente roupas quadriculadas e chapéus de palha? Já perceberam, também, que tem um “público” que é mais revistado por autoridades policiais por terem uma imagem que é mais relacionada ao bandido (preconceituosamente, é claro!)? A famosa “cara da dura”.

• Estereótipos socioeconômicos: estes são relacionados à classe social a qual pertence um indivíduo. Por exemplo, a imagem de como uma pessoa pobre se veste ou como um rico se veste ou “os mendigos são mendigos por opção”.

• Estereótipos da beleza: relacionados a padrões estéticos, ou seja, definições do que é belo. São modelos baseados nas características físicas. Exemplos: modelos de empresas de roupas (quem segue aquele padrão é bonito, quem não segue é feio).

   É claro que existem diversos outros exemplos de estereótipos na nossa sociedade e queremos saber de vocês: quais outros tipos de estereótipos existem na nossa sociedade? Comentem! ;D

Bibliografia: Significados.com; todamateria.com; infoescola.com; Notapositiva.com.

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário