Folha Cefet
Jornal Escolar do Cefet - Unidade Maria da Graça
Pesquisa

Atividades do projeto "O Rio Planta, Eu Cuido"
Por Lucas Rangel (Aluno, 4ASEGMINT), em 2017/03/14754 leram | 0 comentários | 37 gostam
Foram promovidas atividades ambientais ao redor do Campus nessa terça-feira.
Na manhã do dia 14/3, ocorreu no entorno do CEFET Campus Maria da Graça a realização do projeto "O Rio planta, eu cuido" da Prefeitura, que contou com a participação de alunos e professores da instituição.



O projeto consistia no reflorestamento, ou seja, a plantação de árvores em extinção em bairros com índices de devastação ambiental, promovendo a conscientização dos estudantes sobre a importância da árvore. Carlos Eduardo, engenheiro florestal, explicou que muitas pessoas não gostam de árvores porque na maioria das vezes não há um estudo antes da plantação dessas, sobre o espaço que elas iriam ocupar, sobre as suas adaptações, etc. Assim, o projeto também visa uma arborização com as devidas técnicas, sem que as árvores "atrapalhem" o ambiente urbano.



A equipe, composta por Valder Maya, Virgínia Vaz e Carlos Edurado, salientou os benefícios que a árvore traz para o meio ambiente, através de exemplos como o fato de uma árvore produzir mais de 300 litros por hora, o que é mais eficaz que cinco ar condicionados em funcionamento. Outro exemplo foi a potencialidade da árvore em atenuar a poluição do ar, devido à sua capacidade de absorção de poeiras. Além disso, foi explicado também a diminuição da poluição sonora que árvore produz, por conta da mesma servir como uma barreira protetora.



Após esclarecer as dúvidas dos alunos, a equipe os conduziu para a parte prática do projeto: plantar. Foi feita uma cova nos canteiros vazios em frente à escola e então foram trazidas mudas de Lanterneiras, as quais os alunos puderam plantar. Os integrantes do projeto explicaram a melhor forma de realizar o plantio: a terra tinha de ser composta por elementos que facilitavam o crescimento. Estes eram a argila, o substrato e o hidrogel, que é um polímero. Depois, bastava regar. Foram plantados também Pau-Brasil e Ypê Roxo, só que após as atividades com os discentes.



A atividade foi um sucesso e muito bem recebida pela escola, agregando além de conhecimentos e experiências, valores. A expectativa dos integrantes do projeto é que não só a instituição, mas a comunidade ao redor possa abraçar a causa, assim como em Santa Tereza, onde a ideia foi tão contemplada pela população que as árvores foram "adotadas" pelos moradores. É imprescindível que a escola e a comunidade deixe florescer a consciência ambiental, para que possa colher no futuro os frutos de um mundo melhor.



Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário