Folha Cefet
Jornal Escolar do Cefet - Unidade Maria da Graça
Pesquisa

Visita ao Museu da Vida
Por Bernardo Tedeschi (Aluno, 2°ano/2bmautint), em 2015/05/08329 leram | 0 comentários | 53 gostam
Alunos da Uned relatam como foi a visita ao Museu da Fiocruz
No último dia 28, os alunos do segundo ano integrado de todos os cursos do CEFET Uned Maria Da Graça participaram de uma visita ao Museu da Vida, um espaço da Fundação Oswaldo Cruz, onde visitaram o Parque da ciência e o Castelo (Pavilhão Mourisco). Situado no campus da Fiocruz, uma imensa área verde em meio a uma região habitada, o Museu da vida é considerado um "Espaço de integração entre ciência, cultura e sociedade".

O Pavilhão Mourisco ou Castelo possui uma estrutura incrível, que demorou 13 anos pra ficar pronta e é o prédio-símbolo da Fiocruz.

Foi feito um tour pelo Castelo, que abriga um coleção entomológica, a sala de Oswaldo Cruz e outros espaços. No primeiro pavimento, encontra-se o primeiro elevador do Brasil. No segundo, uma exposição que mostra livros e cartas de Oswaldo Cruz, além de abrigar um totem do sanitarista que foi uma diversão para os alunos. No terceiro, a antiga sala de Oswaldo Cruz, que hoje é uma biblioteca que não pode ser visitada, pois estava ocorrendo uma reunião. O quarto e o quinto pavimento não foram vistos. O quarto, era o segredo do castelo, lá se situava antigamente um gabinete fotográfico, laboratório e coleção de macro e microfotografias e o quinto, abrigava um salão de repouso e nove dormitórios, usados por professores estrangeiros em visita ou por pesquisadores.

Neste espaço do Museu da Vida, os alunos também fizeram uma visita-guiada às exposições permanentes do castelo.

A exposição “Passado e Presente – Ciência, Saúde e Vida Pública” revelou o contexto do século xx, marcado por episódios como a Revolta da Vacina, e por uma série de transformações no país. Também foram apresentados personagens como Oswaldo Cruz e Carlos Chagas, suas histórias e a importância para a saúde pública do Brasil.

A visita também incluiu uma mostra entomológica que reúne insetos da coleção de Ângelo Moreira da Costa Lima, que foi um grande pesquisador brasileiro que trabalhou com Oswaldo Cruz no combate à febre amarela.

Atualmente, o Pavilhão Mourisco abriga a Presidência da Fiocruz e seus órgãos, bem como a direção do Instituto Oswaldo Cruz e o Salão de Obras Raras da Biblioteca de Manguinhos. É considerado uma das construções mais importantes do Brasil e ficou conhecido internacionalmente.

Além da visita ao Pavilhão Mourisco, os alunos também visitaram a parte externa do local, com ambientes bem interativos que envolvem conhecimentos da Física e da Biologia. Conheceram a chamada pirâmide, um laboratório com bancadas interativas, que contam a história de Pasteur e os micro-organismos. Puderam analisar a água de uma bromélia e ver os protozoários presentes nela através de microscópios, etc. Ao ar livre, participaram de uma experiência que envolve conhecimento de Física, estilo “telefone sem fio” através de ondas eletromagnéticas, onde a frase falada ao primeiro aluno pelo instrutor deveria ser a mesma dita ao final. Os alunos também interagiram com uma célula animal e suas organelas em tamanho fantasia.

As turmas avaliaram muito bem a visita, se interessaram, exploraram e gostaram do local, entenderam sua importância e conseguiram conhecer e aprender muito. A única parte ruim foi a de ir embora!

A Fiocruz tem sua sede em Manguinhos, na Zona Norte do Rio de Janeiro. O Museu da Vida está aberto durante todo o ano, funcionando de terça a sexta-feira, das 9h às 16h30. Aos sábados o Museu está aberto das 10h às 16h.

Colaboraram para esta matéria: Beatriz Soares, Gabriela Mattos, Giovanna Almeida, Lucas Rangel, Matheus Roberto, Sarah Lourdes e Yasmim Pais.

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário