Eu Génio
Jornal da Escola Básica de Eugénio de Castro
Pesquisa

O cavaleiro da Dinamarca
Por Administradora (Aluno, D), em 2016/01/21191 leram | 0 comentários | 51 gostam
Num dia de manhã cedo de sábado, levantei-me para dar um grande passeio pela floresta.
Como mastigar pastilhas elásticas, este era o meu grande vício. Precisava de me inspirar, preparar-me para o longo dia que tinha pela frente.

Embora estivesse um pouco constipada, no dia seguinte, voltei à floresta. Estava um dia tempestuoso e tão escuro como a noite, o que só ia piorar o meu estado de saúde. Porém, lá fui!

Comecei o meu caminho, mas perdi-me como um cão desorientado. Estava muito preocupada, não sabia se devia andar para a frente, se andar para trás e ficar ainda mais perdida.

Contudo, de repente, comecei a ouvir uns sons, como se fosse um cavalo a galopar. Um cavalo branco com um rapaz em cima dele, lembrando um boneco de neve, aproximou-se. Este parou o cavalo, amarrou-o a uma árvore e veio falar comigo.

- Olá! – disse o rapaz. – Precisas de ajuda?

- Olá! Sim, preciso. – respondeu a rapariga. - Entrei nesta floresta para dar um passeio, perdi-me e agora não sei sair daqui.

- Tem calma! Sobe para o meu cavalo que eu levo-te a casa.

Ele levou-me a casa e eu agradeci-lhe, pedindo-lhe que se apresentasse. Fiquei a saber que ele era dinamarquês e todas as pessoas lhe chamavam “Cavaleiro da Dinamarca”.

A partir daí começámos a encontrar-nos e hoje somos grandes amigos, tão próximos como duas pedras da calçada.

7º D
(Produção conjunta, supervisionada pela professora Isabel Torre)


Comentários

Escreva o seu Comentário