Despertar.com
Jornal da Escola Básica 2, 3 D. Pedro Iv
Pesquisa

Um dia «com raízes» no CCB
Por Biblioteca Escolar D. Pedro Iv (Professora), em 2016/01/18457 leram | 0 comentários | 119 gostam
A turma B do 8º ano participou numa visita de estudo ao Centro Cultural de Belém para assistir ao Festival Big Bang.
No dia 23 de outubro, a turma do 8.º B visitou o Centro Cultural de Belém, com o
objetivo de assistir ao concerto «Canções com Raízes» do Festival Big Bang. Contudo, a turma não estava completa, pois um dos seus elementos estava a participar no próprio concerto, a Sara Correia, e foi graças a ela que toda a turma pôde assistir gratuitamente. O concerto teve lugar na Sala Sophia de Mello Breyner e correu muito bem, na minha opinião. Contou com a participação do coro da Academia de Música de Monte Abraão e com artistas estrangeiros e nacionais. O concerto contava a história de um homem que queria criar uma jukebox global e, por isso, gravou músicas para todas as ocasiões, impedindo assim que elas fossem esquecidas.
                                                 Catarina Ascenso, 8º B

 Quando chegámos ao Centro Cultural de Belém, como ainda era muito cedo para o
espetáculo, fomos visitar os jardins do Centro Cultural de Belém, mas antes assistimos a um pequeno espetáculo de artistas a atuar ao ar livre. Primeiro, visitámos o Jardim da Água situado no lado norte do edifício. Admirámos os lagos, as belíssimas plantas e algumas esculturas.
 De seguida, visitámos, com prazer, o Jardim das Oliveiras, localizado na parte sul, onde admirámos a linda vista para o Tejo, o Padrão dos Descobrimentos e a Torre de Belém. Também, nesse jardim, experimentámos o projeto das bicicletas musicais. Quanto maior era a velocidade da bicicleta, maior era o som produzido.
 «Canções com raízes» foi um espetáculo muito interessante. Falava de uma menina
que viajou pelo mundo com o gravador do pai, para divulgar as músicas de embalar, tarantelas e lindas baladas. Com as suas canções, teve o mérito de curar um menino que tinha sido picado por uma aranha venenosa; embalou um bebé com uma linda balada; enfim, grandes melodias e canções nunca vistas, interpretadas por uma vocalista talentosa e um coro constituído por crianças notáveis. As suas vozes encantadoras conjugavam-se umas com as outras, permitindo ao Coro da Academia de Música de Monte Abraão fazer um espetáculo inesquecível. Com um sentimento de alegria e admiração regressámos à Escola.
 Este agradável dia nunca mais será esquecido.

                                                           José Catalão, 8º B


Comentários

Escreva o seu Comentário