Despertar.com
Jornal da Escola Básica 2, 3 D. Pedro Iv
Pesquisa

Entrevista à Professora Luísa Borges
Por Biblioteca Escolar D. Pedro Iv (Professora), em 2016/01/18147 leram | 0 comentários | 23 gostam
A entrevista à Profª Luísa Borges foi realizada por um grupo de alunos do 8º F, no âmbito da disciplina de Português.
O clube Magia dos Sons foi criado pela professora Luísa Borges há aproximadamente 28 anos na Escola D. Pedro IV, e a partir desse dia o clube teve sempre alunos de todos os anos de escolaridade.
A - Professora Luísa, gostaríamos de saber como surgiu a Magia dos Sons. O que a incentivou a criar este clube?
Professora Luísa Borges: Este clube existe desde que fiquei colocada aqui na escola, há quase 28 anos. Nessa altura, o clube tinha muito menos alunos, mas sempre teve alunos de todos os anos, desde o quinto até ao nono. A escola deve ser um espaço vivo, um espaço de aprendizagem das disciplinas, mas não só. Nós devemos ter sempre a possibilidade de ter prazer em fazer outras coisas, com as quais crescemos nas nossas aprendizagens. O clube não teve só esta vertente da dança e do canto. Começou por ser um clube em que nós nos expressávamos através da música, de outras formas; era um momento também de desenvolvimento da concentração e da atenção. Portanto, o que se pretende é que realmente a escola seja mais do que meramente as disciplinas e que vocês, os alunos, tenham a possibilidade de criar e de tornar a escola um espaço para todos.

A - Porquê o nome Magia dos Sons?
Professora Luísa Borges: O som, para mim, é mágico, é tudo, é vida, é quase o oxigénio que eu respiro. E, nesse aspeto, é uma magia! O clube chama-se Magia dos Sons, mas poderia ter milhares de nomes que eu adoraria também. Contudo, acho mesmo que o som é magia.

A - Em que consiste concretamente este clube?
Professora Luísa Borges: Isso é muito complicado de responder… Neste momento, parece e é essa a ideia que os alunos querem ter de que este clube seria só dança e canto, o que não é. Os objetivos deste clube são muitos. Temos um regulamento que nos diz isso mesmo. Os objetivos serão também vocês mostrarem os vossos dotes artísticos e a vossa criatividade, mas não só na vertente da dança e do canto ou do instrumento. Seria mais do que isso; seria interpretação da música, na audição musical. Deveria consistir em muito mais do que aquilo que, neste momento, estamos a fazer.

A - A que área musical os alunos aderem mais?
Professora Luísa Borges: Como podem imaginar e como se vê, aderem mais à dança e a seguir ao canto. Mas isso não me agrada muito. Aliás, tenho pena. A música é muito mais do que isso.

A - E o que a levou a criar a Festa de Natal?
Professora Luísa Borges: Não fui eu que criei a Festa de Natal. A Festa de Natal sempre existiu nesta escola, numa vertente um bocadinho diferente, ou seja, os professores de várias disciplinas, como, por exemplo, Português, Inglês, Francês, preparavam um número, que depois era representado pelos alunos numa pequena festa. A Festa de Natal é uma atividade que sempre existiu nesta escola.

A - Qual o tema que lhe deu mais gosto trabalhar? E o que resultou melhor?
Professora Luísa Borges: Talvez o encontro de culturas, porque juntou temas de todos os continentes, de vários países, dando-nos a possibilidade de conhecer música de muitos países. O que resultou melhor… acho que foi o tema do cinema.

A - De onde surgem as ideias para os temas das festas de Natal?
Professora Luísa Borges: Eu não consigo responder a esta pergunta… A minha cabeça está sempre a pensar. Eu estou sempre a ter ideias, não só em relação à escola, mas em relação a tudo. Portanto, não sei de onde me surgem as ideias. Sempre ouvi muitas coisas, sempre fui muito ao teatro, sempre fui a exposições. E toda essa cultura que nós acumulamos dá-nos a possibilidade de termos mais ideias. Talvez as ideias surjam quando estou a aspirar a minha casa.

Acácia Santos, Ana Silva, Christofe Custume, Madalena Talefe, Maria Nunes – 8ºF


Comentários

Escreva o seu Comentário