Jovens em Ação
Jornal do Centro Educacional Machado de Assis
Pesquisa

professor universitário preconceituoso
Por Danicleycosta (Leitor do Jornal), em 2015/04/18215 leram | 6 comentários | 52 gostam
professor afirma frase preconceituosa:"baiano é burro"

Paulopes
quinta-feira, 1 de maio de 2008

Professor universitário baiano afirma que o baiano é burro

Dantas diz que baiano toca
berimbau por tem uma corda
O professor Antônio Natalino Dantas 69, coordenador do curso de medicina da UFBA (Universidade Federal da Bahia), fez uma declaração considerada preconceituosa por muita gente, de autoridades governamentais a artistas, passando por professores e estudantes.

Ele disse na terça-feira que o baiano é burro, que tem baixo QI (Quociente de Inteligência), e emendou: "O baiano toca berimbau porque só tem uma corda. Se tivesse mais [cordas], não conseguiria".
Para o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), Dantas teve um “surto de imbecilidade”, conforme relato dos jornalistas José Eduardo Rondo e Renata Baptista, na Folha de hoje. Wagner nasceu no Rio.

O músico baiano Tom Zé, 71, disse que não ia xingar o Dantas para que o professor não tivesse esse prazer.

O Ministério Público Federal na Bahia abriu procedimento administrativo para apurar se as declarações de Dantas são discriminatórias.

Dantas (foto) disse que o baiano tem baixo QI a propósito do desempenho dos estudantes da Universidade Federal da Bahia no Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes) – eles ficaram entre os piores.

Diante da reação ao que diz ter sido um desabafo, o professor negou ser racista. Mas não recuou de sua afirmação.

Dantas também e baiano
                         fonte:www.paulopes.com.br


Comentários
Por Adailke Rodrigues (Aluno, 1b), em 2016/05/09
Pessoas assim não devem existir na sociedade.
Por Ludimila Gomes (Aluna, 2 A), em 2016/05/23
Este professor não deveria exercer essa profissão de educar, se nem ele mesmo tem a educação , pois um professor esta ali para ensinar e não criticar as pessoas sem saber.
Por Esther Palka (Aluna, 3 B), em 2017/07/03
ele fala demais,ele tem que olhar pra si mesmo e para os outros
Por Juliana Lopes (Aluna, 3°B), em 2017/07/03
Infelizmente existem pessoas com essas características preconceituosas
Por Gabryella Almeida (Aluna, 3°B), em 2017/07/03
Ele não merece e nem deveria exerce a profissão de educar, pois ele é um ignorante, arrogante e além de tudo preconceituoso. Horrível, desprezível e vergonhoso pessoas assim.
Por Maria Eduarda Castello (Aluna, 1º ano A matutino), em 2017/10/02
Segundo a notícia ele também é baiano, ou seja muita hipocrisia da parte dele!

Escreva o seu Comentário