A Semente
Jornal do Agrupamento de Escolas Dr Flávio Gonçalv
Pesquisa

NÃO SEI ESCREVER UMA CARTA!
Por Cristina Ferreira (Professora), em 2020/02/14100 leram | 0 comentários | 20 gostam
Não sei escrever-te palavras de amor, mas sei que não quero que fujas de mim…
Nunca encontrarei um amor, assim, por descrever…
Não quero perder quem me despe o coração com palavras, e coloca todo o sentimento…
Desnudado num papel amarelado e me deixa desalmado.
Diz-me que me queres, que fazes comigo o que a primavera faz com os malmequeres!
Abraça-me devagar, que, preso a ti, sinto um aconchegado ninho…e faz-me prisioneiro na gaiola do teu carinho que, eu, inteiro, não me importo de lá ficar o tempo inteiro e é por isso que te amo de uma maneira inexplicável, talvez… E, sonho contigo, mais e mais uma vez… assim, sem um fim… embora na vida nada seja eterno, nem um beijo terno, pois tudo é efémero dura tão pouco tempo como o brilho de uma estrela dura o tempo que o tempo a deixa no firmamento brilhar…, e ensinas-me que o amor é liberdade, sem posse, e doce como se de deus fosse! E quando me tocas os lábios com um beijo breve, a mesma subtileza com quer o sol toca o mar, lá longe, a magia acontece. Nada é mágico se não for intenso e breve!
E, soltam-se as palavras mais tontas do dicionário do amor quando te arremesso um vampiresco beijo no pescoço, e, faço um esboço no meu coração da paixão por ti, saboreio o teu unguento, e, sustento a respiração quando os nossos sentidos se fundem. Essa magia faz de mim o mágico que eu mais temia!
E, é, aí, num abraço na noite que nos encontramos ao fim de um dia de cansaço, quando agarramos um pedaço de conforto, no nosso facho de luz que reluz paixão onde se sente o vento suave a tocar a face de cera que perdura, numa caminhada dura!
A vida encerada de dia, derrete-se ao anoitecer, quando, nas asas do sonho do refrão de uma doce melodia, tudo pode acontecer!

Autoria: MARIA


Comentários

Escreva o seu Comentário
 




Top Artigos: Amor de Mãe