A Semente
Jornal do Agrupamento de Escolas Dr Flávio Gonçalv
Pesquisa

ERASMUS+ - CIDADANIA CONSCIENTE E ATIVA
Por Dulce Marques (Professora), em 2019/01/1091 leram | 0 comentários | 8 gostam
Na semana de 7 a 11 de janeiro, encontra-se na Turquia, na cidade de Esmirna (Izmir) a delegação da nossa escola que participa na primeira mobilidade do projecto “Cidadania consciente e ativa através da leitura”.
Como foi anunciado, os alunos candidatos tiveram que preparar uma dramatização de uma obra de um autor português, que foi sujeita a uma avaliação por um júri interno.
O grupo vencedor é constituído pelos alunos Miguel e Pedro Gomes, do 9º D, e Bárbara Faria, Catarina Albuquerque, Margarida Freitas, Maria Jorge Costa, Verónica Ferreira e Susana Rosa do 9º G.
Este grupo de alunos é acompanhado pelas professoras Avelina Moura, Irene Santos, Cármen Bessa e Sofia Gomes.
A obra a ser apresentada é “Leandro, Rei da Helíara”, de Alice Vieira, em língua inglesa, língua de comunicação entre as várias delegações deste projeto, que representam, além de Portugal e da Turquia, a Grécia, a Espanha, a Itália e a Roménia.
O enredo desta obra é semelhante ao “King Lear” de Shakespeare, e tem por base uma história tradicional.
Esta história, adaptada a drama, é sobre Amor e Ingratidão, e o que acontece a um rei quando deixa de o ser.
O rei decide dividir o reino pelas três filhas, desde que estas lhe provem o quanto o amam. A filha mais nova diz-lhe que “O ama tanto como a comida ama o sal”. O rei, zangado com esta prova de amor, deserda a filha mais nova, que, afinal, se prova ser a única que verdadeiramente merece a generosidade do rei. O rei torna-se vítima do seu orgulho e cegueira e expia as suas faltas vivendo em pobreza extrema. Finalmente, é salvo e perdoado pela filha mais nova, com quem se volta a encontrar.
Para além da dramatização do texto, os alunos terão, igualmente, de falar sobre o respetivo autor e a sua obra literária, e fazer uma breve apresentação da comunidade em que a escola está inserida.
Posteriormente, em grupos multiculturais, irão criar posters e vídeos sobre as atividades realizadas.
A parte cultural inclui visitas à cidade de Konak, situada Mar Egeu, onde se situa o típico bazar (mercado), às ruínas da antiga cidade grega de Éfeso, à aldeia de Sirince, com as suas lojinhas turísticas, e à casa da Virgem Maria.
O último dia é dedicado à avaliação das atividades, com o preenchimento dos respectivos inquéritos, ao preenchimento do Europass (documentos de mobilidade), e à entrega dos certificados de presença.

BREVE RESENHA HISTÓRICA SOBRE IZMIR

A cidade de Izmir (Esmirna) localiza-se na região do Mar Egeu. A cidade original foi estabelecida por volta do 3º milénio a.C., quando compartilhou com Tróia a cultura mais importante da Anatólia.
Em 1415, sob o poder do sultão Maomé, Esmirna tornou-se parte do Império Otomano. A cidade ficou conhecida como um dos portos mais importantes do mundo entre os séculos XVII e XIX, quando os comerciantes de várias origens (especialmente Franceses, Italianos, Holandeses, Arménios, Judeus e Gregos) transformaram a cidade em um centro de comércio cosmopolita. Durante este período, a cidade foi famosa pela sua própria marca da música (Smyrneika) bem como pela sua larga variedade de produtos que exportou para a Europa (passas de Esmirna, figos secos, tapetes).
Esmirna é muitas vezes chamada "a pérola do Egeu". É considerada a cidade mais ocidentalizada da Turquia quanto a valores, ideologia, estilo de vida, e papéis de género.

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário