A Semente
Jornal do Agrupamento de Escolas Dr Flávio Gonçalv
Pesquisa

MUSEU DOS TRANSPORTES E TELECOMUNICAÇÕES
Por Dulce Marques (Professora), em 2018/03/23133 leram | 0 comentários | 30 gostam
Nos dias vinte e um e vinte e dois de março, as turmas do 6º ano deslocaram-se ao Museu dos Transportes e Telecomunicações, na cidade do Porto.
Esta visita de estudo estava prevista no Plano de Atividades da Escola, e foi promovida pelos professores de História e Geografia de Portugal.
As actividades realizadas diferiram nos dois dias.
Na quarta-feira, o enfoque foi na Comunicação. Dado que o Museu funciona no edifício da Alfândega, foi mencionado o comércio como uma actividade de comunicação entre diferentes povos. Os alunos foram questionados quanto aos diferentes meios de comunicação que conhecem, tendo referido a televisão, os jornais, a net, os telemóveis. Como código de cores, referiram os semáforos.
Foram divididos em quatro grupos, tendo dois deles participado em oficinas, "Falando na Rádio" e "Dentro da TV", que lhes permitiram experienciar a realização de um programa de rádio ou de televisão.
Noutro grupo abordaram-se os vários códigos para comunicar - o morse, o braille, a língua gestual, a sinalização rodoviária, o ColorADD (código para daltónicos), a cartografia, o código de bandeiras ou a música), a linguagem corporal; a palavra falada e/ou escrita.
O último grupo visitou uma parte da exposição designada de Sentidos Alerta, núcleo dedicado à exploração dos mecanismos naturais da comunicação, isto é, aos cinco sentidos do corpo humano (audição, olfato, tato, paladar e visão), assim como a outras formas de comunicação entre os vários seres vivos. Participaram numa oficina intitulada "É mesmo ciência?" - um laboratório em que se explora a importância da comunicação para o desenvolvimento científico, onde puderam ver, a olho nu, o ADN de uma banana.
Todos os alunos tiveram a oportunidade de experimentar a "Máquina de Comunicar", um enorme zeppelin que reage à interação com o público, em que vários tons de voz geram diferentes cores, cores frias para sons mais baixos, e cores quentes para sons com maior volume.
Na quinta-feira, realizou-se uma visita à exposição “O Motor da República”, em que se falou brevemente da passagem da monarquia à república, que implicou mudanças a nível dos transportes utilizados. A exposição dos “Carros dos Presidentes” está estruturada em três núcleos – “Do hipomóvel aos pioneiros”, “O Estado Novo e as viaturas de aparato”, e “A Democratização das Viaturas Presidenciais”.


Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário