A Semente
Jornal do Agrupamento de Escolas Dr Flávio Gonçalv
Pesquisa

CORRENTES D’ESCRITAS
Por Dulce Marques (Professora), em 2017/02/24388 leram | 0 comentários | 110 gostam
A convite do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, no passado dia 23 de fevereiro 2017, os escritores, António Mota e David Machado visitaram a nossa escola.
Este encontro insere-se no âmbito das “Correntes d’Escritas”, evento literário que decorre na nossa cidade até ao próximo dia 25, e que tem por finalidade permitir aos alunos trocar impressões e debater ideias sobre a” arte da escrita”.
Participaram na atividade alunos do 5º e 8º.anos.
Os escritores iniciaram a sua intervenção falando de si e respondendo às diversas questões que os alunos colocaram para satisfazer a sua curiosidade e enriquecer os seus conhecimentos literários. Desta forma, todos os presentes tiveram a oportunidade de aprofundar a ideia do significado da escrita e da sua importância na formação dos jovens. Também foi realçado que todos podemos sonhar a partir das palavras, partindo de realidades que nos rodeiam.
Foi com inteiro agrado que os escritores partilharam connosco os seus segredos de “artistas de palavras”, proporcionando-nos um momento de descontração e diversão, mas sobretudo educativo, conduzindo-nos à reflexão e ao gosto pela escrita como forma de arte.
Em suma, todo o auditório se deleitou com as palavras proferidas por estes escritores.

BREVE BIOGRAFIA DOS CONVIDADOS

António Mota
 Nasceu a 16 de julho de 1957 em Vilarelho, Baião. Foi professor do Ensino Básico.
Publicou o 1º livro, “Aldeia das Flores”, em 1979. Em 1990, recebeu o Prémio Gulbenkian de Literatura para Crianças e Jovens pelo seu romance “Pedro Alecrim”. Em 1996, ganhou o Prémio António Boto com “A Casa das Bengalas”.
Tem mais de cinco dezenas de obras recomendadas pelo Plano Nacional de Leitura.
Visita regularmente escolas e bibliotecas públicas, em Portugal e outros países, fomentando o gosto pela leitura entre crianças e jovens.

David Machado
Nasceu em Lisboa em 1978.
È autor do romance “O Fabuloso Teatro do Gigante e do livro de contos “Histórias Possíveis”. Em 2005 recebeu o Prémio Branquinho da Fonseca da Fundação Gulbenkian/ Expresso pelo conto infantil “A Noite dos Animais Inventados”.
A obra “O Tubarão na Banheira” foi distinguido com o Prémio Autor SPA/RTP 2010 de Melhor Livro Infanto-Juvenil.
Publicou ainda “Deixem falar as Pedras”, em 2011 e “Índice Médio de felicidade”, em 2013.


Departamento de Português

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário