A Semente
Jornal do Agrupamento de Escolas Dr Flávio Gonçalv
Pesquisa

UMA PEQUENA AÇÃO
Por Dulce Marques (Professora), em 2016/11/15202 leram | 0 comentários | 60 gostam
Um dia completamente normal. Fim de tarde. Saio da escola após um dia longo de aprendizagem.
Vou a pé para casa, pelo caminho que faço habitualmente. Enquanto caminho, ouço música. Passo pelas escolas que já são bem conhecidas de vista por mim, por rostos que me lembram um dia ter visto e rostos que, pelo contrário, não me recordo uma única vez ter vislumbrado. Passo à frente de uma das escolas e, nesse instante, dezenas de alunos atravessam os portões de entrada e saída da mesma. Uns conversam em grupo à frente da escola, outros esperam na paragem pelo autocarro e os restantes, tal como eu, atravessam a passadeira para, provavelmente, se dirigirem para casa. Continuo a caminhar. Neste momento está a tocar uma das minhas músicas preferidas. Aproveito este tempo para refletir no dia de hoje. Concluo que até foi um dia produtivo. Aprendi várias coisas, na minha opinião, fáceis, e não houve nenhuma confusão na escola. Viro à esquerda e atravesso mais uma passadeira. Passo pelo hospital da Póvoa de Varzim. Uma pessoa atrai a minha atenção. Para ser mais especifica, essa pessoa é um sem-abrigo. Recorda-me de já ter visto a sua cara, mas não no exato local onde ele está. Apercebo-me que pede dinheiro para comer. Sempre que o vi, era isso que pedia e, de todas as vezes, não lhe dei nada. No final do dia chegava a casa e sentia a consciência pesada por não ter ajudo. Desta vez decido que será diferente, que lhe darei algo. Vou até ao café que se encontra perto do hospital e compro uma sandes. Dirijo-me até ao sem-abrigo e entrego-lhe a comida. Ele sorri e agradece. Sorrio de volta e desejo-lhe o resto de um bom dia.
Continuo o meu caminho até casa a ouvir música e com um sorriso no rosto pelo facto de ter realizado uma boa ação.

Leonor Figueirinhas, 9ºD


Comentários

Escreva o seu Comentário